Aqui você vai encontrar....

Dicas, sugestões, novidades sobre Tecnologia e os pensamentos de uma Mulher que sonha com um mundo melhor, que adora Gadguets em todos os seus sentidos e que pretende um dia ser uma expert em TI.

Defenda-se no Twitter


@Britneyfuckingvibes, @Bethgulosa e @Sandtaradona são alguns dos perfis falsos (fake profile) que flutuam pelo universo do Twitter. Seus avatares invarialvelmente são fotos de mulheres em poses suspeitas. Pobres dos internautas que caem no golpe das meninas virtuais de vidas fáceis.

Elas, aliás, estes perfis fakes, vez por outra fazem enxurrada ao seguir simultaneamente os perfis verdadeiros dos internautas tuiteiros remetendo a links com códigos maliciosos que, quando acessados, tentam infectar seu provável e futuro hospedeiro com cavalos de tróia (trojan), vírus e tudo o que é tipo de praga virtual em busca de dados como senhas, contas bancárias e números de cartões de crédito.

Na ânsia de conseguir novos seguidores (followers) e cometendo a orkutização, algumas pessoas aceitam serem seguidas pelas quengas eletrônicas. Já não basta ter, além do bom senso, antivírus, firewall, antimalware, aplicativos, utilitários e o próprio sistema operacional sempre atualizados. Estes perfis vez por outra se apoderam da conta de seus contatos e começam a espalhar falsas notícias para toda a rede de contatos espalhando armadilhas e os links nocivos.

É preciso urgentemente se defender no Twitter que já beira os 50 milhões de clientes. Poucos preferem utilizar a feature nativa do microblog que é a de proteger seus posts e somente deixá-los públicos para quem achar conveniente. Esta para muitos é uma atitude antipática.

Identificando este viés, algumas software houses já desenvolveram complementos que pretendem ser uma defesa contra o famigerado spam que também insiste em se alastrar na tuitosfera.

É o caso da startup brasileira Kingo Labs que, utilizando a máxima dos conceitos das redes sociais, lançou no mercado o Twitted.me que, além de ser um antispam, é também uma vacina contra os spammers. Após se cadastrar no serviço gratuito, o tuiteiro começa a adicionar as contas indesejadas a sua lista negra. O Twitted.me se encarrega de notificar o Twitter sobre os falsos perfis marcados online pelos seus clientes. Twitted.me é uma ferramenta de cadastro colaborativo de contas que enviam spam  associada a uma vacina anti-spam.





Outra ferramenta, estrangeira, é o Twitblock que, em sua versão alpha, checa determinadas contas e também faz uma varredura na sua rede em busca de spammers e perfis falsos.





Durante a sua avaliação, o Twitblock também exibe o perfil consultado usando como critério a quantidade de seguidos e seguidores. Se o perfil consultado possui muitos seguidos e poucos seguidores, este é um forte indício que pode caracterizar o spammer. Outro critério muito importante é se o perfil já foi bloqueado muitas vezes.

Os perfis @marcelotas e @direitodopovo possuem ambos apenas um bloqueio. O que para o Twitblock não é nada face ao universo de seus seguidores.

Na primeira análise do Twitblock, é exibido um relatório gráfico onde aparecem os supostos e prováveis fakes. Como em uma sintonia fina, você deve realizar a análise uma a uma e decidir o que bloquear ou não.

Tal qual na vida real, no Twitter também existem os verdadeiros e falsos amigos. Abra o olho e boa sorte.


Fonte: Treinaweb




0 comentários:

Notícias sobre TI

Visitantes

Quem é a Aprendiz

Minha foto
Blogueira, eterna estudante em Computação e Marketing, Mãe dedicada e apaixonada pela família. Sempre em busca do aperfeiçoamento Moral e Profissional.

Seguidores